Palavras de Edificação 05


(Revista bimestral editada entre 1980 e 1997)

ÍNDICE


A Oração

Comentários ao Evangelho Segundo Mateus

Água Fresca

Exemplo às Mulheres

A Instituição do Matrimônio (cont.)

Em que Você Pensa?

Perguntas e Respostas

Sobre o Livro de Atos dos Apóstolos (cont.)

Elias

Exorcismo e Batismo no Catolicismo

O Triunfo do Crucificado

O Conteúdo da Bíblia

Continuaremos no Pecado?

Como é que a Baleia Desce ao Fundo do Mar?

Maravilhado



A ORAÇÃO


"Mas para vós, que temeis o Meu Nome nascerá o Sol da Justiça, e salvação trará debaixo das suas asas; e saireis, e crescereis como os bezerros do cevadouro" (Ml 4:2).


- Não sentes frio, não te sentes infeliz, a morar nestas condições, sem luz, sem nada? – perguntou alguém que visitava uma pobre menina enferma numa barraca muito pobre.

- De maneira alguma – foi a resposta.

- Mas – insistiu o outro – o Sol nem chega a entrar por aquela abertura. E o Sol faz muita falta. Quanto a mim, sem Sol, creio que morreria.

- Mas – respondeu a menina com um sorriso – o meu Sol brilha de noite e de dia. E entra, não só pela abertura, como também por todas as fendas das paredes. E perante a expressão de surpresa do interlocutor acrescentou: Jesus, o Sol da Justiça, está sempre a brilhar sobre mim, me dá calor, e luz à alma.

Voltar ao Índice


PARA MEDITAR:

A oração aproxima o homem de Deus, aproxima a fraqueza humana do poder de Deus; dá alívio ao coração oprimido.

A oração é o remédio e o recurso do crente, seja em que tempo e em que ocasião for.

"Orai sem cessar" (1 Ts 5:17).



COMENTÁRIOS AO EVANGELHO SEGUNDO MATEUS

Capítulo 4


Os versículos 1 a 11 narram a tentação de Jesus pelo diabo. "Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo" (v.1). O primeiro homem, Adão, foi tentado pelo diabo num paraíso que era testemunho da incomparável bondade de Deus. Cristo, "o último Adão" (1 Co 15:45), foi tentado num deserto depois de ter jejuado durante quarenta dias e quarenta noites. Por que está escrito que Jesus, "foi conduzido pelo Espírito ao deserto"? Parece-nos que, era necessário que Jesus Se revelasse tal como era, o Homem perfeito e obediente, que glorificava Deus neste mundo, onde todo o resto da humanidade tinha fracassado. E Deus, aproveitou as maquinações sutis do diabo, para pôr em evidência a perfeita obediência do Seu Filho amado.


"Se Tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães" (v.3). Jesus rebateu-o apenas com um só versículo da Bíblia: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus" (v.4). Jesus não viera para mandar, mas sim para obedecer a Deus. E, como não havia nenhuma ordem de Seu Pai para que convertesse as pedras em pão, não o fez; além disso, Ele nunca iria fazer fosse o que fosse que o diabo Lhe tentasse, visto que havia Seu Pai para cuidar d'Ele.


"Então o diabo O transportou à cidade santa, e colocou-O sobre o pináculo do templo. E disse-Lhe: Se Tu és o Filho de Deus, lança-Te daqui abaixo; porque está escrito: Que aos Seus anjos dará ordens a Teu respeito: e tomar-Te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra" (vs.5-6). Agora o próprio diabo se mostra como religioso e cita até as Escrituras, procurando enganar Jesus; mas Ele sabia que o lançar-Se do templo abaixo, seria "tentar" Deus, e replicou ao diabo: "Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus" (v.7). "Também está escrito". Toda a Palavra de Deus, a Bíblia, está relacionada entre si e cada parte se apoia na outra. Não podemos tirar um texto do seu contexto, e usá-lo sem que seja em harmonia com todos os outros das Escrituras.


"Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-Lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-Lhe: Tudo isto Te darei se, prostrado, me adorares" (vs.8-9). Enfim, desta vez o diabo revelou-se tal como era: sendo um ser orgulhoso e cheio de vaidade, cobiçava ser adorado da mesma forma que Deus era. Então Jesus mostrou-Se mais forte, porque mandou: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás" (v.10).


"Então o diabo O deixou" (v.11). Ele não pôde fazer nada contra Jesus, o qual venceu-o unicamente com três versículos de um só livro da Bíblia: Deuteronômio 8:3; 6:16 e 6:13.


"E, eis que chegaram os anjos, e O serviram" (v.11). A prova de que a Sua obediência foi perfeita é que Deus Lhe enviou anjos que Lhe proveram às suas necessidades.


Nessa altura, Jesus, tendo sido expulso de Nazaré (Lc 4:29), morava em Cafarnaum, cumprindo assim a profecia de Isaías, escrita sete séculos antes que Ele tivesse nascido (vs.14-16).


"Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus" (v.17). O arrependimento não salva; ele é o passo imprescindível para a salvação. O arrependimento consiste em julgar-se na presença de Deus, à luz da Sua Palavra. É a "benignidade" de Deus que leva o pecador ao "arrependimento" (Rm 2:4). Paulo anunciava "tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo" (At 20:21). Há certas traduções feitas pela igreja católica romana que dizem o versículo 17 desta forma: [Fazei penitência… – VC]. É uma tradução incorreta. A palavra de Deus denomina a penitência e coisas semelhantes como sendo "obras mortas" (Hb 6:1) feitas por pecadores "mortos em seus ofensas e pecados" (Ef 2:1).


Depois Jesus viu dois irmãos – Simão e André – lançando a sua rede ao mar, porque eram pescadores, e disse-lhes: “Vinde após Mim, e Eu vos farei pescadores de homens” (v.19). E, mais adiante, “viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João seu irmão, e chamou-os” (v.21) também. E os quatro: “seguiram-no” (v.22). Que poder vivo e que atração irresistível exercia a Palavra, e a Pessoa do Senhor da glória, Jesus! Homens deixavam imediatamente a sua profissão, e alguns até seus próprios parentes, para seguir o Messias, que os judeus viriam a recusar e a desprezar.


A passagem seguinte (vs.23-25) conta as atividades infatigáveis do Senhor Jesus, por "toda a Galiléia, pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades". Sarou igualmente os "acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos". Este serviço de médico incomparável foi para confirmá-Lo como "Messias", o “Deus de Israel”, "Jeová", o que cura o Seu povo.

(continua querendo Deus)

Voltar ao Índice


ÁGUA FRESCA


A vida, tal como a conhecemos aqui na Terra, precisa de água fresca em abundância, tanto como precisa das águas salgadas dos vastos oceanos e mares. E, a sabedoria infinita de Deus resolveu o problema de como fornecer água fresca à Terra, tirada da água salgada do oceano. Fez com que os raios do Sol, transformassem a água salgada em vapor, sem que com esse vapor subissem as substâncias químicas, e que os ventos levassem essa água destilada, em forma de nuvens, pela Terra, descarregando anualmente quase 100.000 quilômetros cúbicos de água, ou seja, uma média de 74 centímetros de precipitação sobre os 135.782.000 quilômetros quadrados de sua superfície.


Se tivesse havido uma mudança na lei da evaporação e os sais se evaporassem também com o vapor de água, então haveria anualmente sobre a Terra uma média de 12,3 quilos de sais químicos por cada metro quadrado de terra. Assim, em pouco tempo o solo, tornando-se salgado, não poderia mais produzir.

Como o nosso Deus Criador é sábio e bom!

Voltar ao Índice


PARA MEDITAR:

O fato da graça de Deus perdoar, não impede que o governo de Deus seja inalteravelmente firme.



EXEMPLO ÀS MULHERES


“Semelhantemente, vós, mulheres sede sujeitas ao vosso próprio marido; para que também, se algum não obedece à palavra, pelo porte de sua mulher seja ganho sem palavra” (1 Pd 3:1).


Uma mulher indiana, converteu-se ouvindo a Palavra de Deus. Depois veio a sofrer muito com a perseguição que o marido lhe movia. Um missionário perguntou-lhe:


- Quando o seu marido está irritado com a sua fé e a incomoda, que faz você?

- Pois, quando ele se queixa, faço ainda melhor do que habitualmente a comida, e limpo ainda melhor a casa. Quando me fala asperamente, respondo-lhe mansamente. Procuro mostrar-lhe que quando me fiz Cristã me tornei melhor esposa e mãe.


E, o resultado foi que, ainda que, o marido recusasse ouvir a pregação do evangelista, não foi capaz de resistir à pregação prática pela conduta de sua mulher e converteu-se também.

Voltar ao Índice


PARA MEDITAR:

Convém que sejamos pacientes em tudo. Porque Deus é Quem tudo faz; e se nos tornamos impacientes, é como se estivéssemos censurando-O pela Sua forma de agir!



A INSTITUIÇÃO DO MATRIMÔNIO

(continuação do número anterior)


O LUGAR DA MULHER NO LAR

Há uma boa lição em Gênesis 18: O Senhor apareceu a Abraão "nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, quando tinha aquecido o dia" (v.1) É evidente que esses dois anjos que o visitaram foram os mesmos que se dirigiram depois à Sodoma. Sem dúvida que Abraão foi alguém privilegiado. No Novo Testamento lemos: "Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos" (Hb 13:2). É que esses anjos não lhe apareceram como tais, mas como simples homens; foi por isso que Abraão os hospedou "sem o saber".


Mas que teria Abraão feito sem a ajuda de Sara, sua esposa? Quando esses dois homens lhe perguntaram: "Onde está Sara, tua mulher?" (v.9) Ele pôde responder: "Ei-la aí está na tenda" Ela não estava "afastada" do seu lar, mas encontrava-se ali, disponível para receber convenientemente aqueles hóspedes celestiais. Quando a mulher se desinteressa, renuncia às suas responsabilidades no lar, isso não se transforma num empecilho para a recepção "dos santos"? Mas Sara não deixou passar a oportunidade de servir ao Senhor.


Não há melhor lugar para servir a Deus do que estar onde Ele nos colocou, segundo o Seu mandado, pela Sua Palavra.


É incalculável a influência que pode exercer uma mulher temente a Deus, que sabe dirigir convenientemente o seu lar, e que respeita o lugar e a responsabilidade do marido em casa, e que está livre para fazer tudo o que estiver ao seu alcance.


Em todas as épocas, grandes bênçãos vieram pelo fato de mulheres terem sabido conservar-se nos lugares onde Deus as colocou, e aí servirem a Deus. "Jael" não saiu sequer da sua tenda para conseguir uma vitória que o exército de Israel não teve, nem mesmo usou de armas de guerra que não eram próprias para ela (Jz 4:18-22).


O Novo Testamento faz menção honrosa à várias mulheres. "Marta" serviu ao Senhor no seu próprio lar, assim como "Maria", embora de outra maneira (Lc 10:39-42; Jo 12:1-3). "Maria Madalena, Joana, e Suzana, e muitas outras que O serviam com suas fazendas" (Lc 8:2-3).


A mãe de João Marcos abria as portas de sua casa aos crentes, e sabemos de uma reunião de oração que ali se realizou quando Pedro estava na prisão (At 12:12).


Priscila trabalhava com o seu esposo, Áquila. Em sua casa reunia-se uma assembléia Cristã (Rm 16:3-5; 1 Co 16:16). Esse casal levou Apolo à sua casa, e aí o instruiu mais perfeitamente sobre o caminho do Senhor.


Febe ajudou muitos Cristãos e até mesmo Paulo (Rm 16:1-2). E nesse mesmo capítulo 16 de Romanos, outras mulheres são mencionadas como, por exemplo: "Trifena e a Trifosa, as quais trabalham no Senhor" (v.12) – segundo os próprios dizeres das Escrituras, e "Pérsida, a qual muito trabalhou no Senhor" (v.12). Como o fizeram não nos é dito, mas sabemos que, mantendo-se no lugar em que o Senhor as queria, elas O serviram sem usarem "de autoridade sobre o marido" e igualmente sem tomarem responsabilidades de pregação na igreja, segundo o ensino de 1 Timóteo 2:12 e 1 Coríntios 14:34.


"Enganosa é a graça e vaidade a formosura, mas a mulher que teme o Senhor, essa será louvada" (Pv 31:30).

(continua querendo Deus)

Voltar ao Índice


EM QUE VOCÊ PENSA ?


Os pensamentos podem ser influências invisíveis que afetam a vida das pessoas. Há animais que ficam da cor das plantas em que pousam e comem.


Diga-me, quais são os teus pensamentos, e direi quem és. Se os seus pensamentos, sempre giram em torno da sua própria pessoa, e são alimentados sempre pelo pecado, você é um escravo de si próprio e, o que é pior, do pecado.


Mas, se os seus pensamentos, estão em torno de coisas que Deus aprova, e referentes a Ele mesmo, então "com cara descoberta, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor" (2 Co 3:18).

Voltar ao Índice


PERGUNTAS E RESPOSTAS


PERGUNTA:

"Nascer da água" (Jo 3:5) – esta expressão Bíblica quer dizer que por meio do "batismo" se pode "renascer espiritualmente"?


RESPOSTA:

De maneira alguma! Convém que leiamos toda a conversa do Senhor Jesus com Nicodemos (Jo 3:1-20), a quem disse: "Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus" (v.5). O Senhor não faz menção de "batismo"; o qual, aliás, só foi instituído – o batismo Cristão – depois que Cristo morreu e ressuscitou. Cristo censurou Nicodemos, pela ignorância que manifestou perante a idéia expressa, pelas palavras de Jesus.


Ora se estas palavras se referissem ao batismo Cristão, como poderia Jesus censurá-lo por algo que ainda não existia?


A obra do Espírito é interior, na alma. Se tomássemos "água" no sentido literal então até seria mais lógico bebê-la – tomá-la interiormente – do que molharmos a pele com ela. Não há qualquer base sobre a qual se apoia a falsa idéia de que a "água", nesta passagem, se refere ao "batismo Cristão". Então, o que quer dizer: "o que não nascer da água e do Espírito"?


"Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado" (Jo 15:3). Esta referência de Jesus, “limpos” indica a ação eficaz da Palavra do Senhor, limpando os corações. Por isso não usou o verbo "transformar", nem "purificar", mas sim "limpar".


"Cristo amou a igreja, e a Si mesmo Se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra" (Ef 5:25-26). Outra vez o verbo que foi inspirado ao escritor sagrado foi "limpar" e a ação da Palavra de Deus limpando, é comparada a um "banho de água".


"Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela Palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre" (1 Pd 1:23). E agora vemos que o renascimento espiritual é atribuído à semente incorruptível, que é a Palavra de Deus.


"Segundo a Sua vontade, Ele nos gerou pela Palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das Suas criaturas" (Tg 1:18). Apo